quarta-feira, 6 de abril de 2016

A torre e o abismo





Aqui estaremos seguros da vida.
Nada nos atingirá – nem falésia
nem miséria nem a ambição dos homens.

Mais tarde subiremos à torre
e de lá olharemos os homens
e diremos que não fugimos
ao pasmo do abismo,
apenas preferimos o risco do silêncio.



(do livro Eterno passageiro, Ed. Varanda, 2004)



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário