quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Crime passional, poema RCF





Só o homem é capaz do exagero.
Aquilo que aparenta ser exagero
– tempestade, tormenta, rio caudaloso –
é apenas crime passional das águas.

Ó tu que não sabes ser só,
vem, aconchega-te,
a natureza não conhece a solidão.
Por que o vermelho
dá a falsa impressão do grito?


(Eterno passageiro, 2000)


Nenhum comentário:

Postar um comentário