quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Correnteza dos meus pecados


Resultado de imagem para vivian maier
Os pesadelos se dividem
em pesadelos de água doce 
e pesadelos de água salgada.


A correnteza tem músculos de água
e a gente tem de fazer
queda de braço com os dias volumosos.


Os pesadelos de correnteza doce
são amamentados pelo leito
contido das margens ordinárias.
O liquidificador das perdas
dá de mamar aos redemoinhos.


As correntezas que nos levam
às margens amargas
fazem do nosso corpo
barcos verticais.
Por isso andamos asfixiados
pela vida afora à deriva,
na correnteza dos dias,
um outro rio dentro do rio.

(do livro O difícil exercício das cinzas. Rio: 7Letras, 2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário