domingo, 26 de fevereiro de 2017

Ciúme, poema RCF



Os relógios de goma arábica,
os telefones sem bocal,
os risos ao longe – de que falariam eles?

                                  os papéis amassados das dúvidas,
                                  o silêncio das escutas.



(Andarilho, 2000)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário