terça-feira, 2 de maio de 2017

A festa camponesa, poema RCF


Resultado de imagem para diego rivera

A neblina granulada
artrites do carro de boi
amarras da feira livre
minúscula roda-gigante
            caboclo mágico
            prestidigitação do copo:
            sumiço de dois dedos
            de cachaça
            soluços luminosos dos
                              vaga-lumes
                             dentes sujos da sanfona
                             o galo rouco
                             copas de crista baixa
                             alto-falante fanho
rabeca de pouca corda
como boca de um só dente
repente lento
abc do cantor analfabeto
visão do cego
lusco-fusco dos olhares
onde termina o couro da alpargata
onde começa o couro do pé?
ruas descalças
raízes aéreas
frutas sobre a mesa
natureza morta viva
                curto-circuito dos busca-pés
                varal de bandeirolas
                            circo quadrado
                            pão de forma de rapadura
                            camponês chinês:
                                     relógio de pilha
                                     no braço sem pulso.


(do livro Terratreme, Fundação Cultural de Brasilia, 1998)


imagem retirada da internet: dicavalcanti

Nenhum comentário:

Postar um comentário