terça-feira, 11 de julho de 2017

A floresta de éter, poema RCF


Resultado de imagem para can dagarslani
É preciso arar as vontades.
O solo seco da má fortuna
não germina as janelas.
Não há plantação de portas,
nem o semear de rumores.
Habitar o campo de casa
e encontrar em cada armário
a vegetação de roupas.


Não se necessita de água
para que a semente do silêncio
brote em meio ao capinzal de ruídos.


(do livro O difícil exercício das cinzas. Rio: 7Letras, 2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário